sexta-feira, 17 de abril de 2009

Juizos de valor

"Ninguém pode julgar. Cada um sabe a dimensão do seu sofrimento, ou da ausência total de sentido da sua vida"

Paulo Coelho in Veronika decide Morrer

3 comentários:

Joana disse...

Amiga, cada pessoa é que sabe o que é melhor para si.

Frid disse...

A folia da vida nos impede de ser coerentes
O que é verdade passa a ser menos verdade
E a mentira passa a ser vista duma forma diferente
A vida é azul, quando nos dá jeito pensar assim
Mas é negra, sempre que nos deparamos com a realidade.

Administradores somos da nossa própria vida
Quando achamos que mandamos e somos superiores
Mas na verdade de criaturas não passamos
Porque viver, não é um destino traçado
Mas sim, um privilégio consagrado
Dentro dum juízo correcto de valores.

PM disse...

Nada mais verdadeiro, quem faz juizos de valor referentes aos sentimentos de terceiros e ao seu sofrimento, tem é falta de principios, caracter e falta de vida própria.
Venha o primeiro que possa atirar a primeira pedra, respeitar os sentimentos de alguém é respeitar essa mesma pessoa.

Abraço
PM